Photo-15
julho 27, 2015 Notícias Nenhum Comentário

O manejo florestal influencia diretamente a qualidade do produto final. A produção de madeira de alta qualidade requer um manejo diferenciado para atingir as exigências da indústria da madeira para produtos sólidos. Logo, se as metas estabelecidas no planejamento forem executadas de forma adequada, o produto terá mais qualidade e um maior valor agregado. No entanto, para manejar as florestas de acordo com as necessidades da indústria de produtos sólidos e de laminação são necessários conhecimentos sobre as ferramentas operacionais disponíveis e também sobre os critérios de classificação da madeira roliça e serrada aplicadas na indústria. Para obter esse conhecimento, 28 profissionais fizeram o Curso de Aperfeiçoamento Técnico em Manejo Florestal para Produtos Sólidos e Qualidade da Madeira.

Realizado pela Malinovski, nos dias 23 e 24 de julho, em Curitiba (PR), o treinamento foi ministrado pelo engenheiro florestal Leif Nutto. Ele é doutor na área de crescimento e produção florestal pela Universidade de Freiburg (Alemanha) e consultor florestal em países da África, América do Sul e Europa. Sua vasta experiência no assunto abordado despertou atenção de vários participantes. Antônio Rubens Camilotti Filho, para complementar suas atividades na Seiva Camilotti, procurava mais detalhes técnicos sobre o manejo florestal. “O conhecimento técnico em manejo de madeira para processamento de produtos sólidos do instrutor e sua formação em um país de ponta nesse segmento foram os diferenciais do curso”, afirma. Por englobar conceitos gerais de anatomia e técnicas de manejo, passando por diversos conceitos e suas aplicações em madeiras específicas para o setor, como o pinus e o eucalipto, Antônio acredita que o conteúdo absorvido durante o treinamento será fundamental em suas atividades profissionais.

Como mestranda pela USP (Universidade de São Paulo) em manejo para produtos sólidos com foco para desrama, Júlia Carolina Fideles fez o curso buscando mais know-how e troca de experiências. “A conexão entre os conteúdos que o Leif apresentou e a troca de conhecimento com os outros participantes foi ótima. Isso porque, uma das maiores dificuldades que tenho como acadêmica é a falta de contato com profissionais que vivem a prática da profissão”, declarou Júlia.

Por outro lado, Ian Pereira Sartorio, coordenador de planejamento e pesquisa da Florestal Gateados, viu no curso uma opção para melhorar os serviços oferecidos aos clientes. “Nosso manejo é voltado para o crescimento em volume da floresta. Com o curso relembramos algumas técnicas para nossa produção, que visa sempre a qualidade da nossa madeira”, afirma.

Como conhecimento nunca é demais, o consultor Manoel de Freitas, com mais de 45 anos de experiências, encontrou no treinamento ministrado por Leif, informações e técnicas úteis para seus projetos. “Estou indo para o exterior dar andamento a um projeto e nele aplicarei vários aprendizados que tive nesses dois dias”, declara.

A próxima edição do Curso de Aperfeiçoamento Técnico em Manejo Florestal para Produtos Sólidos e Qualidade da Madeira ainda não tem data definida, porém ele também pode ser realizado in company. Para mais informações entre em contato: info@malinovski.com.br

Escrito por Giovana Massetto